Poloneses - Poles

Da Wikipédia, a enciclopédia livre

Poles
Polacy
Matejko Cristianização da Polônia.jpg
População total
c. 60 milhões
Regiões com populações significativas
Poloneses ao redor do mundo.
  Polônia     38.080.000
  Estados Unidos 10.600.000 (2015)
  Brasil 2.400.000 (2015)
  Alemanha 2.253.000 (2018)
  França 1.350.000 (2012)
  Canadá 1.010.705 (2013)
  Reino Unido 695.000 (2019)
  Argentina 500.000 (2014)
Outros países
  Bielo-Rússia 295.000 (2009)
  Rússia 273.000 (2013)
  Austrália 216.056 (2006)
  Israel 202.300 (2011)
Lituânia Lituânia 164.000 (2015)
  Ucrânia 144.130 (2001)
  Irlanda 112.500 (2018)
  Noruega 108.255 (2019)
  Itália 97.000 (2016)
  Suécia 75.323 (2012)
  Espanha 70.606 (2013)
  Áustria 69.898 (2015)
  Países Baixos 60.000 (2017)
  Grécia 50.000 (2007)
  Bélgica 49.600 (2019)
  Letônia 44.783 (2011)
  Dinamarca 37.876 (2014)
  Cazaquistão 34.057 (2018)
  África do Sul 30.000 (2014)
  República Checa 20.305 (2017)
  Hungria 20.000 (2018)
   Suíça 20.000 (2007)
  Islândia 17.010 (2018)
  Paraguai 16.748 (2012)
  Emirados Árabes Unidos 14.500 (2015)
  Chile 10.000 (2007)
  México 10.000 (2007)
  Moldova 10.000 (2007)
  Eslováquia 10.000 (2007)
  Uruguai 10.000 (2007)
línguas
Religião
Catolicismo predominantemente romano
Grupos étnicos relacionados
Tchecos , Gorais , Kashubians , Moravians , Silesians , Slovaks , Sorbs

Os poloneses ( polonês : Polacy , pronunciado  [pɔˈlat͡sɨ] ; singular masculino: Polak , singular feminino: Polka ), também conhecidos como o povo polonês , são um grupo étnico eslavo ocidental e uma nação que compartilha uma história e cultura comuns , os poloneses idioma e é identificado com o país da Polônia na Europa Central .

A população de poloneses autodeclarados na Polônia é estimada em 37.394.000 de uma população geral de 38.538.000 (com base no censo de 2011), dos quais 36.522.000 declarados poloneses apenas. Uma ampla diáspora polonesa (a Polônia ) existe em toda a Europa, nas Américas e na Australásia . Hoje, as maiores concentrações urbanas de poloneses estão nas áreas metropolitanas de Varsóvia e Silésia .

Os poloneses étnicos são considerados descendentes dos antigos lechitas eslavos ocidentais e de outras tribos que habitaram os territórios poloneses durante o final do período da Antiguidade . A história registrada da Polônia remonta a mais de mil anos até c. 930–960 DC, quando os poloneses ocidentais - uma tribo influente na região da Grande Polônia - uniram vários clãs lechíticos sob o que se tornou a dinastia Piast , criando assim o primeiro estado polonês. A subsequente cristianização da Polônia pela Igreja Católica , em 966 EC, marcou o advento da Polônia à comunidade da cristandade ocidental . No entanto, ao longo de sua existência, o estado polonês seguiu uma política tolerante para com as minorias, resultando em inúmeras identidades étnicas e religiosas dos poloneses, como os judeus poloneses .

Os poloneses deram contribuições importantes para o mundo em todos os campos importantes da atividade humana, entre eles Copérnico , Marie Curie , Joseph Conrad , Fryderyk Chopin e o Papa João Paulo II . Notáveis ​​emigrados poloneses - muitos deles expulsos de sua terra natal por vicissitudes históricas - incluíram o físico Joseph Rotblat , o matemático Stanisław Ulam , o pianista Arthur Rubinstein , as atrizes Helena Modjeska e Pola Negri , os líderes militares Tadeusz Kościuszko e Casimir Pulaski , conselheiro de segurança nacional dos EUA Zbigniew Brzezinski. , a política Rosa Luxemburg , a pintora Tamara de Lempicka , os cineastas Samuel Goldwyn e os Warner Brothers , o cartunista Max Fleischer e os cosméticos Helena Rubinstein e Max Factor .

Origens

Fragmento de Gesta Hammaburgensis ecclesiae pontificum (1073) de Adam de Bremen , contendo o nome " Polans ": " trans Oddaram sunt Polanos "

Os eslavos estão no território da Polônia moderna há mais de 1.500 anos. Eles se organizaram em unidades tribais , das quais as maiores foram mais tarde conhecidas como tribos polonesas ; os nomes de muitas tribos são encontrados na lista compilada pelo geógrafo bávaro anônimo no século IX. Nos séculos 9 e 10, as tribos deram origem a regiões desenvolvidas ao longo do alto Vístula (os Vistulanos dentro da esfera do Grande Império Morávio ), na costa do Mar Báltico e na Grande Polônia . O último empreendimento tribal resultou no século 10 em uma estrutura política duradoura e um estado , a Polônia , uma das nações eslavas ocidentais .

O conceito que ficou conhecido como a Ideia Piast , cujo principal proponente foi Jan Ludwik Popławski , é baseado na afirmação de que a terra natal dos Piast foi habitada pelos chamados aborígenes eslavos "nativos" e poloneses eslavos desde tempos imemoriais e somente mais tarde foi "infiltrado" por celtas "estrangeiros" , alemães , povos bálticos e outros. Depois de 1945, a chamada escola "autóctone" ou "aborígene" da pré-história polonesa recebeu apoio oficial na Polônia e um grau considerável de apoio popular. De acordo com essa visão, a cultura lusaciana que os arqueólogos identificaram entre o Oder e o Vístula no início da Idade do Ferro é considerada eslava; todas as tribos e povos não-eslavos registrados na área em vários pontos nos tempos antigos são considerados "migrantes" e "visitantes". Esta teoria, de acordo com alguns pesquisadores, incluindo Popławski, é confirmada por um grande número de topônimos eslavos no território da Alemanha e da Áustria modernas . Em contraste, os críticos dessa teoria, como Marija Gimbutas , consideram-na uma hipótese não comprovada e, para eles, a data e a origem da migração dos eslavos para o oeste é amplamente desconhecida; as conexões eslavas da cultura lusaciana são inteiramente imaginárias; e a presença de uma coleção de povos etnicamente misturados e em constante mudança na planície da Europa Central é tida como certa.

Genética

Estudos genéticos em poloneses revelaram que os poloneses modernos são notavelmente semelhantes ao povo de mercadorias com fio que dominou a Europa Central durante a Idade do Cobre e a Idade do Bronze .

Estatisticas

O povo polonês é o sexto maior grupo nacional da União Europeia . As estimativas variam dependendo da fonte, embora os dados disponíveis sugiram um número total de cerca de 60 milhões de pessoas em todo o mundo (com cerca de 18-20 milhões vivendo fora da Polônia, muitos dos quais não são de etnia polonesa, mas de nacionalidade polonesa). Existem quase 38 milhões de poloneses apenas na Polônia. Existem também minorias polonesas nos países vizinhos e minorias indígenas na República Tcheca , Hungria , Eslováquia , norte e leste da Lituânia , oeste da Ucrânia e oeste da Bielo-Rússia . Existem algumas minorias indígenas menores em países vizinhos, como a Moldávia . Há também uma minoria polonesa na Rússia que inclui poloneses indígenas, bem como os deportados à força durante e após a Segunda Guerra Mundial ; o número total de poloneses na antiga União Soviética é estimado em até 3 milhões.

O mapa mostra os países por número de cidadãos que relataram ascendência ou cidadania polonesa (com base nas fontes deste artigo)
   Polônia
   + 10.000.000
   + 1.000.000
   + 100.000
   + 10.000

O termo " Polonia " é geralmente usado na Polônia para se referir a pessoas de origem polonesa que vivem fora das fronteiras polonesas, oficialmente estimadas em cerca de 10 a 20 milhões. Há uma diáspora polonesa notável nos Estados Unidos , Brasil e Canadá . A França tem uma relação histórica com a Polônia e tem uma população relativamente grande de descendentes de poloneses. Os polacos vivem na França desde o século XVIII. No início do século 20, mais de um milhão de poloneses se estabeleceram na França, principalmente durante as guerras mundiais, entre eles os emigrantes poloneses que fugiram da ocupação nazista ou do posterior domínio soviético .

Nos Estados Unidos, um número significativo de imigrantes poloneses se estabeleceu em Chicago (considerada a cidade mais polonesa do mundo fora da Polônia), Milwaukee, Ohio, Detroit, Nova Jersey , Nova York, Orlando , Pittsburgh , Buffalo e Nova Inglaterra . A maior concentração de poloneses americanos em um único município da Nova Inglaterra está em New Britain, Connecticut . A maioria dos canadenses poloneses chegou ao Canadá desde a Segunda Guerra Mundial. O número de imigrantes poloneses aumentou entre 1945 e 1970 e novamente após o fim do comunismo na Polônia em 1989 . No Brasil, a maioria dos imigrantes poloneses se estabeleceu no Estado do Paraná . Números menores, mas expressivos, se instalaram nos estados do Rio Grande do Sul , Espírito Santo e São Paulo (estado) . A cidade de Curitiba tem a segunda maior diáspora polonesa do mundo (depois de Chicago) e a música , os pratos e a cultura poloneses são bastante comuns na região.

Uma grande migração recente de poloneses ocorreu após a adesão da Polônia à União Europeia em 2004 e com a abertura do mercado de trabalho da UE; um número aproximado de 2 milhões, principalmente jovens, poloneses que estão trabalhando no exterior. Estima-se que mais de meio milhão de poloneses vieram da Polônia para trabalhar no Reino Unido. Desde 2011, os polacos podem trabalhar livremente em toda a UE e não apenas no Reino Unido, mas também em países como a Irlanda e a Suécia, onde gozam de plenos direitos laborais desde a adesão da Polónia à UE em 2004 . A comunidade polonesa na Noruega aumentou substancialmente e cresceu para um número total de 120.000, tornando os poloneses o maior grupo de imigrantes na Noruega. Somente nos últimos anos a população no exterior diminuiu, especificamente no Reino Unido, com 116.000 pessoas deixando o Reino Unido em 2018 sozinho.

Cultura

Um retrato tirado no início do século 20 de um montanhês da etnia
góral com gaita de foles na Pequena Polónia

A cultura da Polônia tem uma história de mais de 1000 anos . A Polônia, localizada na Europa Central, desenvolveu um personagem que foi influenciado por sua geografia na confluência de outras culturas da Europa Central ( austríaca , tcheca , alemã , húngara e eslovaca ), bem como das culturas da Europa Ocidental ( francesa , espanhola e holandesa ) , Culturas do sul da Europa ( italiana e grega ), culturas bálticas / nordestinas ( lituana , estônia e letã ), culturas do leste europeu ( bielorrussa e ucraniana ) e asiáticas ocidentais / caucasianas ( turco otomano , armênio e georgiano ). As influências também foram transmitidas por imigrantes (húngaro, eslovaco, tcheco, judeu, alemão e holandês), alianças políticas (com a Lituânia , Hungria , Saxônia, França e Suécia ), conquistas orientais pelo estado polonês-lituano (Ucrânia, Bielo-Rússia, Moldávia, Romênia e Letônia) e conquistadores das terras polonesas (o Império Russo, o Reino da Prússia e a monarquia dos Habsburgos, mais tarde conhecido como Império Austríaco ou Áustria-Hungria).

Com o tempo, a cultura polonesa foi muito influenciada por seus laços com o mundo germânico , húngaro e latino e outros grupos étnicos e minorias que vivem na Polônia . O povo da Polônia tem sido tradicionalmente visto como hospitaleiro para artistas do exterior (especialmente da Itália) e aberto às tendências culturais e artísticas populares em outros países europeus. Devido a esta localização central, os poloneses tiveram contato muito cedo com ambas as civilizações - oriental e ocidental, e como resultado se desenvolveram econômica, cultural e politicamente. Um general alemão Helmut Carl von Moltke , em sua Polônia. Um esboço histórico (1885), afirmava que "a Polônia do século XV era um dos estados mais civilizados da Europa".

Nos séculos 19 e 20, o foco polonês no avanço cultural muitas vezes teve precedência sobre a atividade política e econômica, passando por graves crises, especialmente durante a Segunda Guerra Mundial e nos anos seguintes. Esses fatores contribuíram para a natureza versátil da arte polonesa, com todas as suas nuances complexas.

A Polónia foi durante séculos um refúgio para muitos judeus de toda a Europa; no século vinte, um grande número emigrou para Israel . Vários estadistas israelenses proeminentes nasceram na Polônia, incluindo o fundador de Israel, David Ben-Gurion , o ex- presidente de Israel Shimon Peres e os primeiros-ministros Yitzhak Shamir e Menachem Begin .

Língua

Livro de Henryków . Destacada em vermelho está a primeira frase conhecida escrita no antigo idioma polonês
Conhecimento da língua polonesa na Europa

A língua polonesa ( polonês : język polski ) é uma língua eslava ocidental do grupo lechítico e a língua oficial da Polônia. Sua forma escrita usa o alfabeto polonês , que é o alfabeto latino com a adição de alguns sinais diacríticos .

A Polónia é o país europeu mais homogéneo do ponto de vista linguístico; quase 97% dos cidadãos poloneses declaram o polonês como língua materna. Os poloneses étnicos constituem grandes minorias na Alemanha, norte da Eslováquia e República Tcheca , Hungria , nordeste da Lituânia e oeste da Bielo - Rússia e Ucrânia . O polonês é a língua minoritária mais amplamente usada no condado de Vilnius, na Lituânia (26% da população, de acordo com os resultados do censo de 2001) e é encontrada em outras partes do nordeste e oeste da Lituânia. Na Ucrânia, é mais comum nas províncias (províncias) oblast de Lviv e Volyn, enquanto na Bielorrússia ocidental é usado pela significativa minoria polonesa, especialmente nas regiões de Brest e Grodno e em áreas ao longo da fronteira com a Lituânia.

A distribuição geográfica da língua polonesa foi muito afetada pelas mudanças de fronteira e transferências de população que se seguiram à Segunda Guerra Mundial . Poloneses reassentados nos " Territórios Recuperados " no oeste e no norte. Alguns poloneses permaneceram nos territórios anteriormente governados pela Polônia no leste que foram anexados pela URSS , resultando nas atuais minorias de língua polonesa na Lituânia , Bielo-Rússia e Ucrânia , embora muitos poloneses tenham sido expulsos ou emigrados dessas áreas para outras áreas dentro das novas fronteiras da Polónia. Entretanto, a fuga e expulsão de alemães, bem como a expulsão de ucranianos e o reassentamento de ucranianos na Polónia, contribuíram para a homogeneidade linguística do país.

Os falantes do polonês usam o idioma de maneira uniforme na maior parte da Polônia, embora várias línguas e dialetos coexistam com o polonês padrão. Os dialetos mais comuns na Polônia são o Silésio , falado na Alta Silésia, e o Cassúbio , amplamente falado na histórica Pomerânia Oriental ( Pomerelia ), hoje na parte noroeste da Polônia.

Ciência e Tecnologia

A educação tem sido o principal interesse da Polônia desde o início do século XII. O catálogo da biblioteca do Capítulo da Catedral de Cracóvia, datado de 1110, mostra que os estudiosos poloneses já tinham acesso a literatura de toda a Europa. Em 1364, o rei Casimiro III, o Grande, fundou a Academia de Cracóvia , que se tornaria a Universidade Jaguelônica, uma das grandes universidades da Europa. O povo polonês fez contribuições consideráveis ​​nos campos da ciência, tecnologia e matemática.

A lista dos primeiros cientistas famosos na Polônia começa com o Vitello do século 13 e inclui o polímata e astrônomo Nicolaus Copernicus , que formulou um modelo do universo que colocava o Sol em vez da Terra em seu centro; a publicação do livro De revolutionibus orbium coelestium (Sobre as revoluções das esferas celestes) de Copérnico pouco antes de sua morte em 1543 é considerada um grande acontecimento na história da ciência, desencadeando a Revolução Copernicana e dando uma importante contribuição para a Revolução Científica . Em 1773, o rei Stanisław August Poniatowski estabeleceu a Comissão de Educação Nacional , o primeiro ministério da educação do mundo.

Após a terceira partição da Polônia em 1795 , nenhum estado polonês livre existia. Os séculos 19 e 20 viram muitos cientistas poloneses trabalhando no exterior. A maior foi Maria Skłodowska Curie (1867–1934), uma física e química que conduziu pesquisas pioneiras sobre radioatividade e foi a primeira mulher a ganhar um Prêmio Nobel , a primeira pessoa e única mulher a ganhar duas vezes , a única pessoa a ganhar duas vezes em ciências múltiplas e fazia parte do legado da família Curie de cinco prêmios Nobel . Outro notável cientista expatriado polonês foi Ignacy Domeyko (1802-1889), um geólogo e mineralogista que viveu e trabalhou na América do Sul, no Chile .

Kazimierz Funk (1884-1967), cujo nome é comumente anglicizado como "Casimir Funk", foi um bioquímico polonês , geralmente considerado um dos primeiros a formular (em 1912) o conceito de vitaminas , que ele chamou de "aminas vitais" ou "vitaminas".

De acordo com a NASA , os cientistas poloneses estão entre os pioneiros da construção de foguetes .

Na primeira metade do século 20, a Polônia era um centro mundial da matemática. Matemáticos poloneses de destaque formaram a Escola de Matemática Lwów (incluindo Stefan Banach , Hugo Steinhaus , Stanisław Ulam ) e a Escola de Matemática de Varsóvia (incluindo Alfred Tarski , Kazimierz Kuratowski , Wacław Sierpiński ). A Segunda Guerra Mundial empurrou muitos deles para o exílio; A família de Benoit Mandelbrot deixou a Polônia quando ele ainda era criança. Um ex-aluno da Escola de Matemática de Varsóvia foi Antoni Zygmund , um modelador da análise matemática do século XX .

Marian Rejewski (1905–80), um matemático polonês, em dezembro de 1932 resolveu a máquina Enigma equipada com painel de encaixe , o principal dispositivo de cifra usado pela Alemanha nazista . Os sucessos criptológicos de Rejewski e seus colegas matemáticos Jerzy Różycki e Henryk Zygalski , mais de seis anos e meio depois, deram início à leitura britânica do Enigma na Segunda Guerra Mundial; a inteligência assim obtida, de codinome Ultra , contribuiu, talvez de forma decisiva, para a derrota da Alemanha .

Sir Józef Rotblat (1908–2005), um físico polonês que deixou o Projeto Manhattan dos Estados Unidos por motivos de consciência. Seu trabalho sobre precipitação nuclear foi uma grande contribuição para a ratificação do Tratado de Proibição Parcial de Testes Nucleares de 1963 . Signatário do Manifesto Russell-Einstein , ele foi secretário-geral das Conferências Pugwash sobre Ciência e Assuntos Mundiais desde sua fundação até 1973. Ele compartilhou, com as Conferências Pugwash, o Prêmio Nobel da Paz de 1995 pelos esforços em direção ao desarmamento nuclear .

Hilary Koprowski (1916 - 2013) foi uma virologista e imunologista polonesa e a inventora da primeira vacina viva eficaz contra a poliomielite . Enquanto nos Estados Unidos, ele foi autor ou co-autor de mais de 875 artigos científicos e co-editou várias revistas científicas. Aleksander Wolszczan (nascido em 1946), um astrônomo polonês , é o co-descobridor dos primeiros planetas extrasolares e planetas pulsares .

Hoje, a Polônia tem mais de 100 instituições de ensino pós-secundário - técnicas, médicas, econômicas, bem como 500 universidades - localizadas nas principais cidades como Gdańsk , Cracóvia , Wrocław , Lublin , Łódź , Poznań , Rzeszów e Varsóvia . Eles empregam mais de 61.000 cientistas e acadêmicos. Outros 300 institutos de pesquisa e desenvolvimento abrigam cerca de 10.000 pesquisadores. Existem também vários laboratórios menores. Ao todo, essas instituições apoiam cerca de 91.000 cientistas e acadêmicos.

Música

Józef Hofmann
(1876–1957)
Karol Szymanowski
(1882–1937)
Arthur Rubinstein
(1887–1982)
Krzysztof Penderecki
(1933–2020)
Josef Hofman.jpg Karol Szymanowski.PNG Arthur Rubinstein 1963.jpg Krzysztof Penderecki 20080706.jpg

A origem da música polonesa pode ser rastreada já no século 13, a partir do qual manuscritos foram encontrados em Stary Sącz , contendo composições polifônicas relacionadas à Escola Notre Dame parisiense . Outras composições antigas, como a melodia de Bogurodzica , também podem ser desse período. O primeiro compositor notável conhecido, no entanto, Mikołaj z Radomia , viveu no século 15.

Durante o século 16, principalmente dois grupos musicais - ambos baseados em Cracóvia e pertencentes ao rei e arcebispo de Wawel - lideraram a rápida inovação da música polonesa. Os compositores que escreveram durante este período incluem Wacław de Szamotuły , Mikołaj Zieleński e Mikołaj Gomółka . Diomedes Cato , um italiano nativo que viveu em Cracóvia por volta dos cinco anos de idade, tornou-se um dos lutenistas mais famosos da corte de Sigismundo III, e não apenas importou alguns dos estilos musicais do sul da Europa, mas os misturou com música folclórica nativa.

Séculos 17 a 18

Nos últimos anos do século 16 e na primeira parte do século 17, vários músicos italianos foram convidados nas cortes reais do rei Sigismundo III Vasa e de seu filho Władysław IV . Entre eles estavam Luca Marenzio , Giovanni Francesco Anerio e Marco Scacchi . Os compositores poloneses desse período se concentraram na música religiosa barroca , concertos para vozes, instrumentos e baixo contínuo , uma tradição que continuou até o século XVIII. O compositor mais lembrado desse período é Adam Jarzębski , conhecido por suas obras instrumentais como Chromatica , Tamburetta , Sentinella , Bentrovata e Nova Casa . Outros compositores incluem Grzegorz Gerwazy Gorczycki , Franciszek Lilius , Bartłomiej Pękiel , Stanisław Sylwester Szarzyński e Marcin Mielczewski .

Além disso, uma tradição de produção operística começou em Varsóvia em 1628, com a apresentação de Galatea (compositor incerto), a primeira ópera italiana produzida fora da Itália. Pouco depois dessa apresentação, a corte produziu a ópera La liberazione di Ruggiero dall'isola d'Alcina , de Francesca Caccini , que ela havia escrito para o príncipe Władysław três anos antes, quando ele estava na Itália. Outra novidade, esta é a primeira ópera sobrevivente escrita por uma mulher. Quando Władysław se tornou rei (como Władysław IV), ele supervisionou a produção de pelo menos dez óperas durante o final dos anos 1630 e 1640, tornando Varsóvia um centro da arte. Os compositores dessas óperas não são conhecidos: podem ter sido poloneses trabalhando sob o comando de Marco Scacchi na capela real, ou podem ter estado entre os italianos importados por Władysław.

O final do século 17 e o século 18 viram a Polônia em declínio sociopolítico, o que dificultou o desenvolvimento da música. Alguns compositores (como Jan Stefani e Maciej Kamieński ) tentaram criar uma ópera polonesa; outros imitaram compositores estrangeiros como Haydn e Mozart .

O desenvolvimento mais importante nessa época, entretanto, foi a polonesa , talvez a primeira música artística distintamente polonesa . Polonaises para piano foram e permanecem populares, como as de Michał Kleofas Ogiński , Karol Kurpiński , Juliusz Zarębski , Henryk Wieniawski , Mieczysław Karłowicz , Józef Elsner e, mais notoriamente, Fryderyk Chopin . Chopin continua muito conhecido e é considerado por compor uma grande variedade de obras, incluindo mazurcas , noturnos , valsas e concertos, e por usar elementos tradicionais poloneses em suas peças. O mesmo período viu Stanisław Moniuszko , o indivíduo líder no desenvolvimento bem-sucedido da ópera polonesa , ainda conhecido por óperas como Halka e The Haunted Manor .

Música tradicional

A música folclórica polonesa foi colecionada no século 19 por Oskar Kolberg , como parte de uma onda de renascimento nacional polonês . Com o advento das guerras mundiais e depois do estado comunista , as tradições folclóricas foram oprimidas ou subsumidas em conjuntos folclóricos aprovados pelo estado. Os mais famosos dos conjuntos estaduais são Mazowsze e Śląsk , os quais ainda atuam. Embora essas bandas tivessem um toque regional em sua produção, o som geral era uma mistura homogeneizada de estilos poloneses. Havia grupos mais autênticos apoiados pelo Estado, como Słowianki , mas a imagem higienizada comunista da música folclórica fazia todo o campo parecer impróprio para o público jovem, e muitas tradições diminuíram rapidamente.

A música de dança polonesa, especialmente a mazurca e a polonesa , foi popularizada por Frédéric Chopin e logo se espalhou pela Europa e outros lugares. Essas são danças de tempo triplo, enquanto as formas de cinco tempos são mais comuns no nordeste e as danças de tempo duplo, como o krakowiak, vêm do sul. A polonesa vem da palavra francesa para polonês para identificar sua origem entre a aristocracia e a nobreza polonesas, que adaptaram a dança de uma dança lenta chamada chodzony . A polonesa então reentrou na vida musical das classes mais baixas e tornou-se parte integrante da música polonesa.

Literatura

A literatura polonesa é a tradição literária da Polônia. A maior parte da literatura polonesa foi escrita na língua polonesa, embora outras línguas, usadas na Polônia ao longo dos séculos, também tenham contribuído para as tradições literárias polonesas, incluindo latim , alemão, iídiche , ruteno , ucraniano , bielorrusso , húngaro , eslovaco , tcheco , lituano e Esperanto .

Meia idade

Quase nada restou da literatura polonesa antes da cristianização do país em 966. Os habitantes pagãos da Polônia certamente possuíam uma literatura oral que se estendia às canções, lendas e crenças eslavas, mas os primeiros escritores cristãos não a consideravam digna de menção no latim obrigatório. pereceu.

A primeira frase gravada na língua polonesa diz: " Day ut ia pobrusa, a ti poziwai " ("Deixe-me grind e você descanse") - uma paráfrase do latim " Sine, ut ego etiam molam. " , em que esta frase apareceu, reflete a cultura da Polônia primitiva. A frase foi escrita dentro da crônica em língua latina Liber fundationis entre 1269 e 1273, uma história do mosteiro cisterciense em Henryków , Silésia . Foi registrado por um abade conhecido simplesmente como Piotr (Peter), referindo-se a um evento quase cem anos antes. A frase foi supostamente proferida por um colono da Boêmia, Bogwal ("Bogwalus Boemus"), um tema de Bolesław, o Alto , expressando compaixão por sua própria esposa que "muitas vezes ficava triturando pela pedra do mastro ". As obras polonesas medievais mais notáveis em latim e na língua polonesa antiga incluem o mais antigo manuscrito existente de prosa fina na língua polonesa, intitulado os Sermões da Santa Cruz , bem como a mais antiga Bíblia em polonês da Rainha Zofia e a Crônica de Janko de Czarnków do século 14, para não mencionar o Saltério de Puławy .

No início da década de 1470, uma das primeiras gráficas da Polônia foi fundada por Kasper Straube em Cracóvia (ver: divulgação da prensa tipográfica ). Em 1475, Kasper Elyan de Glogau (Głogów) abriu uma gráfica em Breslau (Wrocław) , Silésia . Vinte anos depois, a primeira gráfica cirílica foi fundada em Cracóvia por Schweipolt Fiol para os hierarcas da Igreja Ortodoxa Oriental . Os textos mais notáveis ​​produzidos nesse período incluem o Breviário de São Floriano, parcialmente impresso em polonês no final do século XIV; Statua synodalia Wratislaviensia (1475): uma coleção impressa de orações polonesas e latinas; bem como a Crônica de Jan Długosz do século 15 e seu Catalogus archiepiscoporum Gnesnensium .

Renascimento

Com o advento da Renascença , a língua polonesa foi finalmente aceita na Polônia em pé de igualdade com o latim . A arte e a cultura polonesas floresceram durante a dinastia Jagiellonian , e muitos poetas e escritores estrangeiros se estabeleceram na Polônia, trazendo novas tendências literárias com eles. Esses escritores incluem Kallimach ( Filippo Buonaccorsi ) e Conrad Celtis . Mikołaj Rej e Jan Kochanowski lançaram as bases para a língua literária polonesa e a gramática polonesa moderna. O primeiro livro escrito inteiramente na língua polonesa apareceu neste período: a oração-book por Biernat de Lublin (ca. 1465 - depois de 1529), Raj duszny ( Hortulus Animae , Éden da Alma), impresso em Cracóvia em 1513 em um das primeiras gráficas da Polônia, operadas por Florian Ungler (originário da Bavária ).

Muitos escritores poloneses estudaram no exterior e na Academia de Cracóvia (hoje Universidade Jagiellonian ), que se tornou um caldeirão de novas ideias e correntes. Neste período (como ela tinha antes, e também teria no futuro), a Polônia teve filósofos notáveis, incluindo Nicolaus Copernicus , Sebastian Petrycy , Andrzej Frycz Modrzewski , Wawrzyniec Grzymała Goślicki , Jan Jonston (um britânico), Jan Amos Komensky ( um tcheco) e Stanisław Leszczyński (um rei polonês).

Outra figura literária notável desse período é Piotr Skarga (1536–1612), um jesuíta polonês , pregador, hagiógrafo , polemista e figura importante da Contra-Reforma na Comunidade polonesa-lituana . Suas maiores obras incluem The Lives of the Saints ( wywoty świętych , 1579), que foi por vários séculos um dos livros mais populares na língua polonesa e os Sejm Sermons ( Kazania Sejmowe , 1597), um tratado político que se tornou popular em a segunda metade do século 19, quando Skarga era visto como o "vidente patriota" que previu as partições da Polônia .

Em 1488, a primeira sociedade literária do mundo, a Sodalitas Litterarum Vistulana (a Sociedade Literária Vistula) foi fundada em Cracóvia. Membros notáveis ​​incluíam Conrad Celtes , Albert Brudzewski , Filip Callimachus e Laurentius Corvinus .

Barroco

A literatura barroca polonesa (1620-1764) foi influenciada pela popularização das escolas secundárias jesuítas , que ofereciam uma educação baseada nos clássicos latinos como parte de uma preparação para uma carreira na política. O estudo da poesia exigia habilidade prática na escrita de poemas latinos e poloneses e aumentou radicalmente o número de poetas e versificadores em todo o país. Alguns escritores excepcionais cresceu bem no solo do humanista educação: Piotr Kochanowski (1566-1620) produziu uma tradução de Torquato Tasso 's Jerusalém Libertada ; o poeta laureado Maciej Kazimierz Sarbiewski ficou conhecido em toda a Europa, por seus escritos em latim, como Horatius christianus ("o Horácio cristão "); Jan Andrzej Morsztyn (1621–1693), cortesão epicurista e diplomata, exaltou em seus poemas sofisticados o valor das delícias terrenas; e Wacław Potocki (1621-96), o escritor mais produtivo do barroco polonês , uniu as visões da típica szlachta (nobreza) polonesa com reflexões mais profundas e experiências existenciais.

Outros poetas poloneses notáveis ​​e escritores de prosa do período incluíram:

 

Iluminação

O período do Iluminismo polonês começou nas décadas de 1730–40 e atingiu o pico na segunda metade do século 18, durante o reinado do último rei da Polônia , Stanisław August Poniatowski . Ele entrou em declínio acentuado com a Terceira e última Divisão da Polônia (1795), seguida pela destruição política, cultural e econômica do país, e levando à Grande Emigração das elites polonesas. O Iluminismo terminou por volta de 1822 e foi substituído pelo Romantismo polonês em casa e no exterior. As maiores conquistas do Iluminismo polonês incluem a adoção da Constituição de 3 de maio de 1791 , a constituição escrita mais antiga da Europa, bem como a criação da Comissão de Educação Nacional , o primeiro ministério da educação do mundo.

Um dos principais poetas do Iluminismo polonês foi Ignacy Krasicki (1735-1801), conhecido como "o Príncipe dos Poetas" e La Fontaine da Polônia , autor de Fábulas e Parábolas , bem como do primeiro romance polonês chamado As Aventuras do Sr. Nicholas Wisdom ( Mikołaja Doświadczyńskiego przypadki ); foi também dramaturgo, jornalista, enciclopedista e tradutor de francês e grego . Outro escritor proeminente do período foi Jan Potocki (1761-1815), um nobre polonês, egiptólogo , lingüista e aventureiro, cujas memórias de viagens o tornaram lendário em sua terra natal. Fora da Polônia, ele é conhecido principalmente por seu romance, O Manuscrito Encontrado em Saragoça , que atraiu comparações com obras célebres como o Decameron e as Mil e Uma Noites .

Romantismo

Devido às três partições sucessivas realizadas por três impérios adjacentes - encerrando a existência do estado polonês soberano em 1795 - o Romantismo polonês , ao contrário do Romantismo em outras partes da Europa, foi em grande parte um movimento pela independência da ocupação estrangeira e expressou os ideais e a forma tradicional da vida do povo polonês. O período do Romantismo na Polônia terminou com a supressão do Império Russo da Revolta de janeiro de 1863 , culminando em execuções públicas e deportações para a Sibéria.

A literatura do Romantismo polonês divide-se em dois subperíodos distintos, cada um terminado por uma insurgência : o primeiro, por volta de 1820–30, terminando com a Revolta de novembro de 1830 ; e a segunda, de 1830 a 1864, dando origem ao positivismo polonês . No primeiro subperíodo romântico, os românticos poloneses foram fortemente influenciados por outros românticos europeus: seu trabalho apresentava emocionalismo e imaginação, folclore e vida no campo, além da aspiração à independência. Os escritores mais famosos do subperíodo foram Adam Mickiewicz , Seweryn Goszczyński , Tomasz Zan e Maurycy Mochnacki .

No segundo subperíodo romântico, após a Revolta de novembro de 1830 , muitos românticos poloneses trabalharam no exterior, expulsos da Polônia pelas potências ocupantes. Seu trabalho foi dominado pela aspiração de recuperar a soberania perdida de seu país . Elementos de misticismo tornaram-se mais proeminentes. Além disso, o conceito dos Três Bardos ( trzej wieszcze ) foi desenvolvido. O wieszcz atuou como líder espiritual para as pessoas reprimidas. O poeta mais notável dos Três Bardos, tão reconhecido em ambos os subperíodos românticos poloneses, foi Adam Mickiewicz . Os outros dois bardos nacionais foram Juliusz Słowacki e Zygmunt Krasiński .

Positivismo

Na esteira da fracassada revolta de janeiro de 1863 contra a ocupação russa , um novo período de pensamento e literatura, o "positivismo" polonês , passou a defender a moderação, o ceticismo, o exercício da razão e o "trabalho orgânico". Os escritores "positivistas" defenderam o estabelecimento de direitos iguais para todos os membros da sociedade; para a assimilação da minoria judaica da Polônia ; e para a defesa da população da Polônia ocidental, na parte da Polônia ocupada pelos alemães, contra o Kulturkampf alemão e o deslocamento da população polonesa pela colonização alemã . Escritores como Bolesław Prus procuraram educar o público sobre um patriotismo construtivo que permitiria à sociedade polonesa funcionar como um organismo social totalmente integrado , independentemente das circunstâncias externas. Outro romancista polonês influente ativo naquele período foi Henryk Sienkiewicz, que recebeu o Prêmio Nobel de Literatura em 1905. O período positivista durou até a virada do século 20 e o advento do movimento Jovem Polônia .

Young Poland (1890–1918)

O período modernista conhecido como movimento Jovem Polónia nas artes visuais, literatura e música , surgiu por volta de 1890 e terminou com o regresso da Polónia à independência (1918). O período foi baseado em dois conceitos. A sua fase inicial foi caracterizada por uma forte oposição estética aos ideais do seu antecessor (promovendo o trabalho orgânico face à ocupação estrangeira). Os artistas que seguiram essa filosofia inicial da Jovem Polônia acreditavam na decadência , no simbolismo , no conflito entre os valores humanos e a civilização e na existência da arte pela arte . Autores proeminentes que seguiram essa tendência incluem Joseph Conrad , Kazimierz Przerwa-Tetmajer , Stanisław Przybyszewski e Jan Kasprowicz .

Independência restaurada (1918-1939)

A literatura na Segunda República Polonesa (1918–1939) durou um período breve, mas excepcionalmente fértil. Com a restauração da independência do país no final da Primeira Guerra Mundial , a Polônia se desenvolveu sociopoliticamente e culturalmente. Surgiram novas correntes de vanguarda . O Interbellum de apenas vinte anos entre as Guerras Mundiais fomentou vários escritores notáveis, incluindo Julian Tuwim , Stanisław Ignacy Witkiewicz , Tadeusz Dołęga-Mostowicz , Witold Gombrowicz , Czesław Miłosz , Maria Dąbrowska e Zofia Nałkowska , que se viam como expoentes e exponentes o avanço da civilização europeia .

Depois de 1945

Grande parte da literatura polonesa escrita durante a ocupação da Polônia apareceu na imprensa somente após o fim da Segunda Guerra Mundial, incluindo livros de Nałkowska , Rudnicki , Borowski e outros. A tomada soviética do país não desencorajou o retorno dos emigrados e exilados, especialmente antes do advento do stalinismo . Na verdade, muitos escritores tentaram recriar a cena literária polonesa, muitas vezes com um toque de nostalgia pela realidade pré-guerra, incluindo Jerzy Andrzejewski , autor de Ashes and Diamonds , descrevendo os dilemas políticos e morais associados à resistência anticomunista na Polônia . Seu romance foi adaptado para o cinema uma década depois por Wajda . Os novos escritores de prosa emergentes, como Stanisław Dygat e Stefan Kisielewski, abordaram a catástrofe da guerra de sua própria perspectiva. Kazimierz Wyka cunhou o termo "romance limítrofe" para documentário de ficção.

Na segunda metade do século 20, vários escritores poloneses alcançaram reconhecimento internacional, incluindo Stanisław Lem , Czesław Miłosz ( Prêmio Nobel de 1980), Zbigniew Herbert , Sławomir Mrożek , Wisława Szymborska ( Prêmio Nobel de 1996), Jerzy Kosiński , Adam Zagajewski , Andrzej Sapkowski e Olga Tokarczuk ( Prêmio Nobel , 2019).

Teatro e cinema

Atualmente, o ator de teatro polonês possivelmente mais conhecido fora do país é Andrzej Seweryn , que nos anos 1984-1988 foi membro do grupo internacional formado por Peter Brook para trabalhar na encenação do Mahabharata, e desde 1993 está vinculado com a Comédie Française. O ator mais venerado da segunda metade do século XX na Polônia é geralmente considerado Tadeusz Łomnicki , que morreu em 1992 de um ataque cardíaco enquanto ensaiava Rei Lear.

Durante a segunda metade dos anos noventa, apareceu no teatro dramático polonês uma nova geração de jovens diretores, que tentaram criar produções relevantes para a experiência e os problemas de uma geração de trinta e poucos anos criada no meio da cultura de massa, habituada a um jejum - estilo de vida em movimento, mas ao mesmo tempo cada vez mais perdido no mundo do capitalismo de consumo. Não há uma divisão rígida na Polônia entre diretores de teatro e cinema e atores, portanto, muitos artistas de teatro são conhecidos pelos espectadores de filmes de Andrzej Wajda , por exemplo: Wojciech Pszoniak, Daniel Olbrychski , Krystyna Janda , Jerzy Radziwiłowicz e de filmes de Krzysztof Kieślowski . Atores notáveis ​​da Polônia incluem Jerzy Stuhr , Janusz Gajos , Jerzy Skolimowski e Michał Żebrowski . Atores e atrizes poloneses que alcançaram grande sucesso no exterior, principalmente em Hollywood, incluem Bella Darvi , Pola Negri , Ross Martin , Ingrid Pitt , Ned Glass , Lee Strasberg , Izabella Scorupco , Paul Wesley e John Bluthal .

Atores e atrizes notáveis ​​de Hollywood American de ascendência polonesa incluem David Arquette , Caroll Baker (nascida Karolina Piekarski), Christine Baranski , Kristen Bell , Maria Bello , Jack Benny , Charles Bronson , Mayim Bialik , Cate Blanchett , Alex Borstein , David Burtka , Steve Carell , Anna Chlumsky , Jennifer Connelly , Jesse Eisenberg , Estelle Getty , Scarlett Johansson , Harvey Keitel , John Krasinski , Lisa Kudrow , Ben Stiller , Carole Landis , Téa Leoni , Paul Newman , Eli Wallach , Jared Padalecki , Gwyneth Paltrow , Robert Prosky , Maggie Q , William Shatner , Sarah Silverman , Leelee Sobieski , Loretta Swit e outros.

Religião

O Rei Casimiro III, o Grande, dá as boas - vindas aos judeus na Polônia (pintura de Gerson , 1874).

Os poloneses tradicionalmente aderiram à fé cristã, com a maioria pertencendo à Igreja Católica Romana , com 87,5% dos poloneses em 2011 se identificando como católicos romanos . A parte restante da população consiste principalmente de protestantes (especialmente luteranos ), cristãos ortodoxos , Testemunhas de Jeová , irreligiosos e judaísmo (principalmente das populações judias na Polônia que viveram lá antes da Segunda Guerra Mundial). Além disso, muitos tártaros poloneses são muçulmanos sunitas . Os católicos romanos vivem em todo o país, enquanto os cristãos ortodoxos podem ser encontrados principalmente no nordeste, na área de Białystok , e os protestantes (principalmente luteranos) em Cieszyn, Silésia e Vármia-Masúria . Uma crescente população judaica existe nas principais cidades, especialmente em Varsóvia , Cracóvia e Wrocław . Mais de dois milhões de judeus de origem polonesa residem nos Estados Unidos, Brasil e Israel.

De acordo com a Constituição da Polônia , a liberdade religiosa é garantida a todos. Também permite que as minorias nacionais e étnicas tenham o direito de estabelecer instituições educacionais e culturais, instituições destinadas a proteger a identidade religiosa, bem como de participar na resolução de questões relacionadas com a sua identidade cultural.

As organizações religiosas na República da Polônia podem registrar sua instituição no Ministério do Interior e Administração criando um registro de igrejas e outras organizações religiosas que operam sob diferentes leis polonesas. Este registro não é necessário; no entanto, é benéfico quando se trata de cumprir as leis de liberdade de prática religiosa.

Grupos de fé nativa eslava ( Rodzimowiercy ), registrados junto às autoridades polonesas em 1995, são a Igreja Nativa da Polônia ( Rodzimy Kościół Polski ), que representa uma tradição pagã que remonta ao Sagrado Círculo de Adoradores de Światowid ( Święte Koło Czcic) de Władysław Kołodziej em 1921 Światowida ), e a Igreja eslava polonesa ( Polski Kościół Słowiański ). Há também a Associação de Fé Nativa ( Zrzeszenie Rodzimej Wiary , ZRW ), fundada em 1996.

Exônimos

Entrada da delegação polonesa em Istambul , Império Otomano , 1790. A Polônia era conhecida pelos turcos e árabes como Lahestān (persa: لهستان), do nome original da Polônia, Lechia ; Os poloneses eram chamados de Lekhs .

Entre os exônimos de "polonês", não nativo do povo ou da língua polonesa, está лях ( lyakh ), usado nas línguas eslavas orientais . Hoje, a palavra Lachy ("poloneses") é usada em bielo-russo, ucraniano (mas agora considerado ofensivo e substituído pelo neutro поляк, polyak ) e russo. Exônimos estrangeiros também incluem: Lenkai lituano ; Lengyelek húngaro ; Leh turco ; Armênio : Լեհաստան Lehastan ; e persa : لهستان ( Lahestān ).

Etnografia

Pólos centrais

Łęczycanie vive entre a Grande Polônia e a Mazóvia , e é um grupo intermediário, originalmente mais próximo dos Grandes Polos, mas com influências Mazur significativas . Sieradzanie, por outro lado, está cercada pela Grande Polônia, Pequena Polônia e Silésia , e está sob forte influência de todas as três províncias. Eles perderam muito de sua distinção original. A principal cidade da região é Łódź , mas ela se originou durante a Revolução Industrial , sendo apenas uma pequena cidade antes disso.

Pólos Maiores

Os grandes poloneses (Wielkopolanie) habitam mais ou menos o território original da tribo dos poloneses (de onde derivam os nomes Polônia e poloneses), bem como outras áreas onde o wielkopolanie e seu dialeto se expandiram ao longo da história. Greater Poland é onde a soberania polaca surgiu durante os séculos 9 e 10 . Com lugares como Gniezno , Giecz e Ostrów Lednicki , é a província mais antiga da Polônia. Poznań é a sua cidade principal. Podemos distinguir subdivisões etnográficas menores entre os grandes poloneses, por exemplo , Pałuczanie , Biskupianie (perto de Krobia ), Bambrzy e Hanobrzy (descendentes de colonos alemães polonizados das áreas de Bamberg e Hanover ), Kaliszacy , Wieleń Mazurs, Szamotulanie , Gostynianie e outros . Devido às migrações anteriores e às mudanças nas fronteiras das regiões históricas, também vivem no território de Wielkopolska dois grupos etnográficos da Silésia - Hazacy, que habitam a área de Rawicz ; e Chwalimiacy, que moram perto de Chwalim , Nowe Kramsko e Stare Kramsko .

Kuyavians

Alguns lingüistas e etnógrafos consideravam os cuiavianos uma subdivisão dos grandes poloneses, mas a maioria reconhece sua cultura e identidade distintas. Eles habitam as áreas do Lago Gopło, no sul, até o rio Noteć , no noroeste, e o rio Vístula , no nordeste. Toruń , listada na lista de Patrimônios Mundiais da UNESCO desde 1997, está localizada na fronteira entre Kujawy , Chełmno Land e Dobrzyń Land . Outras cidades importantes incluem Bydgoszcz , Włocławek e Inowrocław .

Pólos Menores

Homens vestidos como Krakowiacy de Cracóvia região

Małopolanie (Southern poloneses) pode ser dividido em vários subgrupos principais - Krakowiacy (na Terra histórico de Cracóvia ), Lasowiacy, Sandomirians , Górale (Gorals, escoceses poloneses), Lachy , Posaniacy, Vilamovians , Halcnovians, Lubliniacy e habitantes de Podkarpacie ( Subcarpathia ), como Dolinianie, Rzeszowiacy , Uplanders poloneses ou alemães surdos . Cracóvia vive ao norte de Gorals, a leste de Silesians, a oeste de Sandomirians, ao norte eles se estendem até Częstochowa e Kielce . Este grupo pode ser subdividido em regiões etnográficas menores.

Entre os polacos menores, são especialmente diferenciados os Gorals, que podem ser divididos em Beskid Gorals, Podhalanie, Kliszczacy, Spiszacy , Oravians e vários grupos menores. No leste, os Gorais Poloneses Menores têm Gorais de língua Rutena ( Boykos , Lemkos , Hutsuls ) e Rusyns como vizinhos. Há sobreposição com gorais de língua eslovaca no sul. Os sandomirianos se estendem no norte até Skaryszew e Iłża , no oeste além de Chęciny . Lubliniacy vive a leste de Sandomirians, em torno de Lublin , Chełm , Zamość , Tomaszów Lubelski , Janów Lubelski e Biłgoraj .

Masovians

Mazurs (Masovianos) consistem em Mazurs próprios , também conhecidos como Mazurs Centrais, que vivem da área entre Sierpc e Płock , até o baixo rio Wieprz . Entre os Mazurs Centrais e Podlasie está a pátria dos Mazurs Orientais e nas partes do sul da Vármia-Masúria - a pátria dos Luteranos, Mazurs Prussianos , descendentes dos Mazurs Centrais que se estabeleceram lá nos séculos 14, 15 e 16, e remanescentes assimilados do Báltico falante da velha população prussiana . Outra expansão medieval de Mazurs, a leste, nos antigos territórios Yotvingian (etnicamente Báltico Ocidental ), levou ao surgimento dos poloneses sudovianos e de Podlasie Mazurs (nas áreas ao redor de Węgrów , Siedlce , Puławy , Łuków , Sokołów Podlaski , Włodawa , como até ao rio Biebrza ). Outro grupo descendente de uma mistura de poloneses (principalmente Mazurs) e bálticos ocidentais são os Kurpie , que vivem principalmente em Puszcza Zielona e Puszcza Biała (a Floresta Verde e a Floresta Branca). Outra subdivisão de Mazurs, que desenvolveu uma cultura popular muito rica graças a privilégios especiais e prosperidade, são Łowiczanie (em torno de Łowicz ). Outro grupo são os Poborzanie nas áreas de Mława e Zawkrze .

A capital da Polônia, Varsóvia , está localizada na terra dos Mazurs Centrais. No entanto, como qualquer grande cidade, ela sempre foi um caldeirão de pessoas de todas as regiões da Polônia e de estrangeiros do exterior. É o lar da maior comunidade judaica da Polônia, bem como do centro cultural de Karaims poloneses . Os cidadãos de Varsóvia são chamados de varsovianos. No início da Idade Média, Płock era a principal cidade de Mazovia. Ao longo da fronteira oriental da Polônia, entre Podlasie e Lubelszczyzna , podemos encontrar algumas pessoas que se identificam como Poleshuks . Em Suwalszczyzna e Podlasie , podemos encontrar comunidades dispersas de Polish tártaros e Starovers , bem como assentamentos de lituano e bielorrussos minorias.

Poloneses do norte

Os grupos intermediários entre Grandes Polos e Mazurs (mas mais próximos dos Grandes Polos) são Chełmniacy e Dobrzyniacy (que vivem nas terras de Chełmno e Dobrzyń ), bem como Lubawiacy (na terra de Lubawa ). Outro grupo intermediário, mas mais próximo dos Mazurs, são os Vármias católicos da região da Prússia Oriental de Vármia . Desde o início da Idade Média em diante, a Pomerânia estava sob forte influência polonesa (especialmente polonesa maior e cuiaviana). Da mistura de cassubianos e grandes poloneses, surgiu um grupo etnográfico denominado Borowiacy Tucholscy, que vive na região da Floresta Tuchola , entre Tuchola , Koronowo , Świecie e Starogard . Borowiacy é intermediário, enquanto outro grupo misto - Krajniacy - tem um caráter principalmente polonês maior, com influências cassubianas relativamente menores. Eles vivem na região de Krajna . Dois outros grupos etnográficos no norte da Polônia são Powiślanie (cujas terras natais são as áreas ao redor de Sztum , Kwidzyń e Malbork ) e Kosznajdrzy .

Żuławy Wiślane, no norte da Polônia, costumava ser a pátria dos menonitas , que são considerados holandeses, alemães ou um grupo independente.

Pomeranos

População de Kashubians em Kashubia e na Tri-City , 2005

Os primeiros pomeranos medievais costumavam habitar todas as terras localizadas ao norte de Polans , entre Noteć e o Mar Báltico . No oeste, os Pomerânios estendiam-se talvez até Usedom . No leste, eles se estendiam até a lagoa do Vístula , e seus vizinhos orientais eram prussianos de língua báltica . Krynica Morska era a aldeia de língua eslava mais oriental na costa do Báltico, enquanto a área de Truso (hoje Elbląg ) ao sul era etnicamente da velha prussia. A maioria dos pomeranos tornou-se germanizada ao longo da história. Apenas os pomerânios orientais preservaram sua etnia eslava e hoje são comumente conhecidos como cassubianos . Os cassubianos que estavam sob o domínio polonês durante os séculos 16 a 18 permaneceram católicos romanos , enquanto aqueles que viviam em Brandemburgo-Prússia nos anos 1700, tornaram-se luteranos após a Reforma Protestante .

Os cassubianos podem ser divididos em muitas subdivisões, como os eslovenos . Desde o início da Idade Média, a Pomerânia estava sob forte influência polonesa (especialmente polonesa maior e cuiaviana), o que levou ao surgimento de vários grupos etnográficos intermediários. Descendendo principalmente de colonos da Grande Polônia e Cuiavian que se misturaram com Kashubians, são Kociewiacy na região de Kociewie , localizada entre Starogard Pomorski , Tczew , Gniew , Świecie e até os arredores de Gdańsk no norte. A principal cidade da Pomerânia Oriental sempre foi Gdańsk , localizada na fronteira entre três regiões: Kashubia a oeste, Kociewie a sul e Prússia a leste.

Silesianos

Mulheres
Góral das Montanhas Beskidy ( Żywiec ) na Silésia

No início da Idade Média , a Silésia era habitada por várias tribos lechíticas , conhecidas por fontes escritas sob seus nomes latinizados . A tribo mais significativa (que acabou dando seu nome à região) foram os Sleenzane (eslavos; Ślężanie) que viviam em áreas próximas à moderna Wrocław e ao longo do rio Ślęza , bem como perto do monte Ślęża . Os Opolini (Opolans; Opolanie) viveram em terras próximas à Opole moderna , Prudnik , Głogówek , Biała Prudnicka , Krapkowice e Strzelce Opolskie . Os Dadodesani ou Dedosize (Dyadosans; Dziadoszanie) viviam em áreas próximas à Głogów moderna . Os Golensizi (Golensizians; Golęszyce) moravam perto de Racibórz , Cieszyn e Opawa modernas . O Lupiglaa (Głubczyce) provavelmente viveu no planalto de Głubczyce, perto de Głubczyce . Os Trebouane (Tryebovians; Trzebowianie), mencionados pelo Documento de Praga (que descreve a situação a partir do ano 973 ou antes), ocuparam áreas próximas à Legnica moderna . Os Poborane (Bobrans; Bobrzanie) - mencionados no mesmo documento - viviam ao longo do curso inferior e médio do rio Bóbr . Os Psyovianos (Psouane; Pszowianie) viviam perto de Pszów , a leste de Opolans e a oeste de Cracóvia . Ao longo da fronteira entre a Baixa Silésia e a Lusácia , viveram tribos relacionadas aos sorábios modernos .

Na virada dos séculos 10 e 11 ( c.  1000 DC ), a população total da Silésia é estimada em cerca de 250.000 pessoas. Na segunda metade do século 12 (c. AD 1150–1200), a população aumentou para 330.000, ainda na grande maioria falantes de eslavos . Após o Ostsiedlung alemão (c. 1350-1400 DC), a população da Baixa Silésia era cerca de 2/3 eslavos e 1/3 alemães (de acordo com estimativas de Kokot, Karol Maleczynski e Tomasz Kamusella ), enquanto a Alta Silésia permaneceu 80% etnicamente polonesa , com os 20% restantes divididos principalmente entre alemães e tchecos. Durante os séculos seguintes, a germanização cultural mudou gradualmente a estrutura étnica da Silésia, de modo que, no século 20, quase toda a Baixa Silésia tinha uma maioria de língua alemã. Mas a Alta Silésia continuou sendo a maioria de língua polonesa . Também houve comunidades da Morávia e Tcheca .

Os silesianos poloneses podem ser divididos em muitos grupos menores, como Cieszyn Vlachs , Lachians , Gorals da Silésia , Opolans e outros. A mais antiga cidade polonesa nos EUA - Panna Maria, Texas - foi estabelecida por Silesians em 1854. Eles falam a Texas Silesian dialeto do polonês.

Kresy oriental

Polacos dos antigos territórios orientais da Polónia e de outras áreas da Comunidade Polaco-Lituana . A partir do século 14, a expansão dos colonos poloneses (principalmente Mazur da Masóvia, mas também da Grande Polônia e outros) para o nordeste, bem como a polonização dos habitantes locais, levou ao surgimento de Wilniuki ( Kresowiacy do Nordeste) na Região Grodno e Vilno Região ( Wileńszczyzna ), que abrange a fronteira do norte da Bielorrússia , no sul da Lituânia e no sul da Letónia (ex- Inflanty Voivodeship , incluindo Dyneburg e Ilūkste ). Ao mesmo tempo, a expansão dos colonos poloneses (principalmente poloneses menores e mazurs) em direção ao sudeste, bem como a polonização dos habitantes locais, levou ao surgimento da Kresowiacy do sudeste em Halychna , a Rutênia Vermelha (com sua cidade principal - Lvov ), Volhynia e Podolia .

Minorias nacionais

Judeus ortodoxos poloneses orando em uma sinagoga, Varsóvia, 1941

As minorias nacionais e étnicas tradicionais dentro das fronteiras modernas da Polônia incluem alemães , judeus , ucranianos , bielorrussos , lituanos , tchecos (incluindo descendentes polonizados dos refugiados Irmãos da Boêmia ), eslovacos , ciganos e holandeses ( Olędrzy , a maioria dos quais polonizados ), Armênios (houve pelo menos quatro ondas de imigração armênia para a Polônia , a primeira das quais ocorreu no século 11), Vlachs (pastores que falam romance) e escoceses (a maioria dos escoceses na Polônia também foi polonizada). Historicamente, havia também comunidades menores de húngaros , russos , valões , franceses , italianos e outros. Hoje, os alemães poloneses residem principalmente na Silésia, de onde vieram pela primeira vez durante o final da Idade Média.

Antes da Segunda Guerra Mundial , cerca de um terço da população da Polônia era composta por minorias étnicas . Após a guerra, no entanto, as minorias polonesas praticamente desapareceram, devido à revisão das fronteiras em 1945 e ao Holocausto . Mais notavelmente, a população de judeus na Polônia, que formava a segunda maior ( depois da URSS ) comunidade judaica na Europa antes da guerra com cerca de 3 milhões de pessoas, foi quase completamente aniquilada em 1945.

Veja também

Referências

links externos